MMSocial
A+ A A-

Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins - Gravação de CD

Orquestra Portuguesa de Guitarras e BandolinsO projecto de gravação deste CD será único a nível nacional. Uma orquestra de Guitarras e Bandolins a tocar e gravar obras que lhe foram dedicadas, por compositores nacionais e internacionais, mostrando a música de plectro em todo o seu esplendor.

O ressurgimento do bandolim “erudito” que ocorreu na Europa em meados dos Seculo XX, começa lentamente a florescer em Portugal. Para isso muito tem contribuído o trabalho desenvolvido pela OPGBAC - Associação Cultural de Plectro, que através das suas várias valências, tenta dinamizar o cenário da música de plectro nacional. A Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins (OPGB) com quase 40 concertos por Portugal e Espanha nos 5 anos da sua existência, é bastante reveladora da revolução que a OPGBAC operou neste meio. O facto de apenas tocar obras originais para a música de plectro, faz com que o repertório dos nomes mais sonantes da História da Música como Vivaldi, Mozart, Beethoven, Verdi, Mahler, Schoenberg, Webern, Ligeti, Boulez…seja associado ao Bandolim e à Guitarra.

 

 

Nos últimos tempos, a OPGB começou a estrear peças de diversos compositores, o que revela o prestígio e a confiança que já alcançou. Aqui fica o registo das obras:

1. “Agapi Mou”, do compositor francês Érik Marchelie a 30 de dezembro de 2012 sob a direção do Maestro Juan Carlos Muñoz, na Sala Lusitânia do Hotel Premium, na Maia.

2. “Exultate Deo” para Orquestra de Plectro e Coro Infantil, do compositor Osvaldo Fernandes sob a direção da Maestrina Helena Lima Venda, a 12 de Maio na Igreja Matriz da Apúlia, em Esposende.

3. “Pleiades”, do compositor Luís Pato sob a direção do Maestro António Sérgio Ferreira, a 14 de Julho no Auditório Municipal Venepor, na Maia.

4. “Paseo”, do compositor francês Érik Marchelie a 18 de Julho de 2014 no auditório da Casa das Artes no Porto, sob a direcção do Maestro Augusto Pacheco.

A OPGB tem ainda previstas estreias de obras dos Compositores Paulo Bastos e David Miguel. O projecto de gravação deste CD será único a nível nacional. Uma orquestra de Guitarras e Bandolins a tocar e gravar obras que lhe foram dedicadas, mostrando a música de plectro em todo o seu esplendor. Divulgaremos também deste modo os nossos compositores, o que na nossa perspetiva é a melhor publicidade que a música de Plectro pode ter. A parte pedagógica de fomento do ensino do Bandolim e da Guitarra também sairá valorizada. Para dirigir um grupo promissor como a OPGB no panorama musical nacional, a interpretar obras de diversos compositores nacionais em estreia, iremos ter a honra de receber um dos maiores vultos da música de plectro mundial: o Maestro Luxemburguês Juan Carlos Muñoz. Uma das obras a ser gravada, contará ainda com a presença do conceituado Guitarrista Rui Gama, interpretando a parte solista de “Acerca de la Felicidad”, do compositor espanhol Javier Riba.

Podem ser vistos alguns vídeos na página oficial da OPGB no Youtube

Sobre o promotor

No dia 18 de Novembro de 2010 nasceu a Associação Cultural de Plectro. É um projecto da divulgação da música de plectro em Portugal, no qual se pretende criar um espaço de desenvolvimento técnico uniformizado. A OPGBAC encara o bandolim com um instrumento nobre para o qual foram compostas obras pelos nomes mais sonantes da história da música como Vivaldi, Caldara, Mozart, Hummel, Beethoven, Verdi, Mahler, Schoenberg, Webern e Boulez.

A principal valência da Associação Cultural de Plectro é a Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins, grupo que tem recebido os mais rasgados elogios pelo carácter original da sua sonoridade e pelo rigor interpretativo apresentado. A Orquestra conta neste momento com 17 músicos efetivos, distribuídos da seguinte forma:

4 Primeiros Bandolins

4 Segundos Bandolins

3 Bandolas

5 Guitarras Clássicas

1 Contrabaixo

A direcção Artística encontra-se a cargo de António Vieira.

António Manuel de Sousa Vieira iniciou os seus estudos no Conservatório de Música da Maia onde estudou guitarra clássica com Ricardo Barceló e João Campos. Terminou o curso complementar de Bandolim no Conservatório de Música de Coimbra com 19 valores, na classe do Professor Flávio Pinho. Ingressa depois no Conservatório de Esch-sur-Alzette no Luxemburgo onde estuda com o virtuoso Maestro Juan Carlos Munoz, os cursos de bandolim napolitano/barroco e música de câmara. No mesmo conservatório estuda “Déchiffrage” com Francesco Civitareale e direção coral com Thomas Kramer. Realizou cursos de música de câmara e bandolim em diversos países, com grandes nomes da música de plectro como Juan Carlos Muñoz, Mari Fe Pavón, Mirko Schrader, Caterina Lichtenberg, Marga Wilden-Husgen, Keith Harris, Francesco Civitareale .... É o único elemento Português da Orquestra Europeia de Guitarras e Bandolins – Il Forum Musicale. Tem colaborado regularmente com a Société Mandoliniste “ LA Lyre „ Godbrange e com o Ensemble a Plectre Municipal d’Esch-sur-Alzette desde Setembro de 2008. Tem actuado em grande parte da Europa (Espanha, França, Luxemburgo, Alemanha, Itália, Grécia...). É o instrumentista convidado para executar as partes de bandolim de diversas orquestras em Portugal, tendo já colaborado com a Orquestra Sinfónica da Casa da Música do Porto, Orchestrutopica, Remix Ensemble Casa da Música..., sob a direção de Christoph König, Peter Rundel, Emilio Pomàrico, John Storgards, Olari Elts e Andrew Litton.

Ultimamente surgiram mais projectos dentro da OPGBAC: Uma escola de música que se focaliza no ensino dos instrumentos que a orquestra tem necessidade, já com cerca de 30 alunos. Os Estágios internacionais, que trazem Maestros e Professores reconhecidos a Portugal; e mais recentemente o Festival Internacional de Música de Plectro, que pretende dar visibilidade nacional à música de Plectro.

Orçamento e prazos

A Associação Cultural de Plectro não tem fins lucrativos. Desta forma, o dinheiro que estamos a angariar vai ser aplicado somente nas despesas inerentes à captação, mistura, masterização da gravação, assim como no trabalho gráfico e duplicação do CD.
O orçamento (estimativa) divide-se da seguinte forma:

- Gravação (captação, mistura, masterização) - 800€
- Duplicação - 1180€
- Trabalho Gráfico - 250€
- Despesas de Deslocação do Maestro (Luxemburgo - Porto; 4/5 viagens) - 300€

O excedente do orçamento ao montante angariado será suportado pela Associação Cultural de Plectro.

Contamos ter a gravação pronta em Janeiro de 2015, e o produto final pronto para distribuição no final do primeiro semestre do mesmo ano.
 
 

Lilian Raquel e Claúdio César Ribeiro

Lilian e ClaúdioLilian Raquel e Claúdio César Ribeiro

Bastante elogiados pela crítica portuguesa e por artistas de renome internacional como Ivan Lins, Rosa Passos ou Alceu Valença, entre outros, estes dois brasileiros de nacionalidade portuguesa, eram mentores do Grupo “Amarelo Manga” , que editou o seu primeiro disco em 2009. Agora, resolveram fazer um trabalho em nome próprio, através da editora Numérica e que conta com a participação do cantor e compositor brasileiro Ivan Lins.

Radicados em Portugal há 14 anos, Lilian, no Brasil gravava jingles musicais de publicidade e fazia coros em vários discos de artistas como Alceu Valença, André Rio, Dominguinhos, Novinho da Paraíba, Naná Vasconcelos entre outros. Percorrendo, inclusive, em digressão pelo Brasil com o próprio Naná Vasconcelos. Em Portugal, trabalhou vários anos como cantora residente no Casino da Póvoa, fez coros com o grupo português “ GNR”, deu a sua voz à segunda edição do disco de música Pop em bossa nova , “Bossa Nossa “ editado pela Sony Music.

Lilian e Claúdio em palcoCláudio,conhecido como “ Cláudio Munheca” no Brasil tinha a banda “ Capitão Severo”, tocou com vários artistas, entre eles, André Rio, Elba Ramalho, Lula Queiroga, Lula Cortes, Maestro Spok, entre outros.

Em Portugal participou de discos de artistas como Cármen Souza,  Luísa Sobral, Maria João (famosa cantora portuguesa de jazz), Classificados, Ivan Lins e participou de concertos com  artistas como Carlos do Carmo e Paulo de Carvalho.

Também trabalha com produções discográficas, entre elas “ Bossa Nossa”, Snail, Jorge Goes, André Sarbib, Amarelo Manga , entre outros.

Atualmente, tem o seu trabalho de instrumentais originais em nome próprio, faz concertos em nome do grupo Lilian Raquel e Cláudio César e acompanha o cantor brasileiro Ivan Lins em digressões pela Europa.

Ligações

Lilian e Claúdio - "Letras de Canções"

facebook.com/lilianraqueleclaudiocesarribeiro

Macadame

Macadame

Haverá sempre um quando e um onde para começar um novo grupo: uma cidade, como Coimbra, um ano qualquer, como 2010 ou 2011, ou um encontro entre cinco pessoas e uma ambição comum. 
Os Macadame começaram onde começa uma mesa comprida de madeira, em horas e horas passadas a ouvir outra gente cantar, tocar, ouvir e contar a música que depois fizeram sua. Então, quatro rapazes e uma rapariga, de formações tão diferentes, acabaram por se encontrar no gosto pela música tradicional. Um gosto que cresceu até se transformar numa espécie de paixão inquebrantável, daquelas que revolvem os sentidos e fazem ver as coisas de que gostamos como ninguém as vê.

Talvez por isso mesmo pareça que os Macadame não procuram reinventar a música tradicional, prestar-lhe uma homenagem criativa, enérgica ou reverente. Parece, antes, que ao ouvi-los conseguimos ouvir a mesma música que nos é familiar, mas contada por quem adquiriu aquele jeito enlevado de a ouvir e mostrar: sem pó nem maquilhagem, sem rugas nem artifícios, sem mais do que o filtro fino da experiência de quem a ouve como a ouve, e assim mesmo a pretende partilhar.

Quando se estrearam em Coimbra, em 2011, os Macadame deram a conhecer a sua particular abordagem à música popular portuguesa: uma abordagem marcada pelo convívio animado entre a eletrónica e os temas populares, entre os instrumentos elétricos e os tradicionais, e em que diversas influências confluem para a criação de um universo muito próprio e envolvente.

Estreia

Quando se estrearam em Coimbra, em 2011, os Macadame deram a conhecer a sua particular abordagem à música popular portuguesa: uma abordagem marcada pelo convívio animado entre a eletrónica e os temas populares, entre os instrumentos elétricos e os tradicionais, e em que diversas influências confluem para a criação de um universo muito próprio e envolvente.

Foi nesse universo que surgiu Pão Quente e Bacalhau Cru, o álbum de estreia da banda que ao longo dos últimos anos realizou diversos concertos e marcou presença em Guimarães – Capital Europeia da Cultura (2012).

 

Ligações

Macadame

Galandum Galundaina

Galandum Galundaina é um grupo de música tradicional, criado com o objetivo de recolher, investigar e divulgar o património musical, as danças e a língua das terras de Miranda do Douro, Portugal.

Com quase 20 anos de existência desenvolve vários trabalhos. Para além da edição de três discos e um DVD ao vivo, é também da sua responsabilidade o renascimento e novo interesse pela música tradicional da sua terra; a padronização da gaita-de-foles mirandesa; organização e apoio técnico de vários festivais e outros eventos. Ao longo dos últimos anos, elementos do grupo interessaram-se pela construção de instrumentos musicais de raíz tradicional e atualmente grande parte dos instrumentos usados em concerto são da sua autoria.

Os álbuns editados têm tido uma excelente apreciação pela crítica especializada. Em 2010 para além da atribuição do Prémio Megafone, o álbum Senhor Galandum foi reconhecido pelos jornais Público e Blitz como um dos dez melhores álbuns nacionais.

Do roteiro do grupo fazem parte alguns dos mais importantes festivais de música tradicional/”world music” em Portugal, Espanha, França, Itália, Bélgica, Alemanha, Cuba, Cabo Verde, Brasil, México e Malásia.

 

2001: L Purmeiro 

2005: Modas i Anzonas

2006: Galandum Galundaina ao vivo (DVD)

2010: Senhor Galandum 

Ligações

URL: galandum.co.pt

 Galandum Galundaina - Nós tenemos muitos nabos

 Galandum Galundaina - Fraile Cornudo

Galandum Galundaina - A excelência da modernidade enraizada, por Mário Correia

Apoios Bobina Studio

Facebook Música e Músicos
Canal Youtube - Música e Músicos