MMSocial
A+ A A-

António Pinho Vargas

António Pinho Vargas

Compositor, músico, ensaísta, António Pinho Vargas licenciou-se em História, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Completou o curso Superior de Piano no Conservatório do Porto e mais tarde obteve o Mestrado de Composição no Conservatório de Roterdão na Holanda, onde foi bolseiro pela Fundação Calouste Gulbenkian. É professor de composição na Escola Superior de Música de Lisboa desde 1991 e investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Completou o seu doutoramento em Sociologia da Cultura na Universidade de Coimbra em 2010. com uma tese intitulada Música e Poder: para uma sociologia da ausência da música portuguesa no contexto europeu.

Foi membro do conselho de fundadores da Casa da Música, e entre 1998 e 2001, foi membro do Conselho Consultivo do Porto 2001 - Capital Europeia da Cultura.

 

 

Discografia      
Gravou 9 discos de jazz como pianista/compositor incluindo os dois CDs duplos Solo (2008) e Solo II (2009) em piano solo. Foram já editados 4 discos monográficos com algumas das suas obras. Destacou-se como compositor clássico, sendo autor de 4 óperas, 2 oratórias, 9 peças para orquestra, 8 obras para ensemble, 18 obras de câmara, 7 obras para solistas e música para 5 filmes. Foi condecorado com a comenda da Ordem do Infante D. Henrique em 1995.
Ópera
Podem destacar-se as óperas Édipo, Tragédia de Saber (1996) Os Dias Levantados (1998) e Outro Fim (2008) os quartetos de cordas Monodia, quasi un Requiem (1993) e Movimentos do subsolo (2008), as obras para orquestra Acting Out (1998), A Impaciência de Mahler (2000), Graffiti [just forms] (2006), Six Portraits of Pain, para violoncelo solo e ensemble (2005) Um Discurso de Thomas Bernhard, para narrador e orquestra (2007) e a Suite para violoncelo solo (2008). Em 2011 estreou a obra sinfónica Onze Cartas para orquestra, três narradores (pré-gravados) e eletrónica e, em 2012, o Quarteto de Cordas nº3, Ouvertures and Closures, para orquestra e Requiem para Coro e Orquestra encomenda da Fundação Calouste Gulbenkian.

Livros

Publicou os livros Sobre Música: ensaios, textos e entrevistas (Afrontamento, 2002) e Cinco Conferências sobre a História da Música do Século XX (Culturgest, 2008) e, em 2011, o livro Música e Poder: para uma sociologia da ausência da música portuguesa no contexto europeu. (CES/Almedina).


Artigos

Participou em comunicações e encontros científicos e tem alguns artigos publicados em revistas científicas e actas de eventos.


Prémios

Recebeu em 2012 o Prémio Universidade de Coimbra, pela sua contribuição para a música contemporânea portuguesa e o Prémio José Afonso pelo disco Solo II.



Ligações:

URL: www.antoniopinhovargas.com

Dança dos Pássaros

Tom Waits

 

 

 

Fátima Teixeira

Fátima TeixeiraFátima Teixeira

Fátima Teixeira, natural de Lisboa, é profissional da música, sendo licenciada pela Escola Superior de Música de Lisboa. Professora, compositora, regente coral e pianista, desenvolve atividades no ramo docente e artístico com um elevado nível de rigor e capacidade profissional. Autora de temas originais para atividades pedagógicas, editora musical de pautas para grupos e orquestras, reside em Braga onde mantém ativas todas as funções.

Inserida em vários projetos musicais como Jazz Line, iDuo, Trio FT e Back-Banda, Fátima Teixeira privilegia atualmente o seu projeto em duo onde para além da direção de imagem e produção de vídeo, divide o palco com Giovani Goulart.

Dona de uma execução precisa, com formação erudita, uma técnica pianística europeia somada às influências do jazz, da bossa, do funk e da música africana, Fátima Teixeira é aprovada pelos ouvidos musicais mais fundamentalistas.

Contactos:

email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Ligações

facebook.com/fatimateixeiramusic

Fátima Teixeira Piano

Iduo

Entrevista a Cati Freitas

Cati Freitas O Música e Músicos esteve à conversa com Cati Freitas, um dos novos talentos da Música Portuguesa.

Apresenta-nos o seu novo trabalho "Dentro", "o melhor cartão de apresentação que se poderia pedir-lhe. Sobre uma paisagem elegantemente acústica, entre a tradição e a modernidade, o que nos mostra é de uma total sofisticação que garante estarmos perante uma revelação."

Veja o video da entrevista e conheça mais sobre a artista aqui.

P.L.I.N.T

P.L.I.N.T

Os P.L.I.N.T- Pablo Lapidusas International Trio, nasceram em Abril de 2014 no Hot Club Portugal, berço do Jazz em Portugal em simultâneo com o lançamento do CD “Estrangeiro” do pianista argentino Pablo Lapidusas.

Atuar no palco do Club de Jazz mais antigo e carismático da Europa, revelou ao mundo este Trio que levou à emblemática sala do Hot Club, jornalistas, músicos, público anónimo e alguns dos mais reconhecidos rostos do Jazz português.

Uma casa cheia de um público exigente rendeu-se rapidamente à genialidade e talento deste Trio composto por Pablo Lapidusas no piano, acompanhado por Leo Espinoza no baixo eléctrico, e Marcelo Araújo na bateria, fazendo eco no panorama musical português. 

Iniciam agora uma tour internacional, própria de um grupo que sabe que o talento tem que estar a par com muito trabalho em grandes e pequenos palcos. 

Os P.L.I.N.T- Pablo Lapidusas International Trio vieram para ficar e brilhar!


 


 

Ligações:
 
Up Music TalentsPaula Cordeiro

P.L.I.N.T - Pablo Lapidusas International Trio live in HCP (EPK)

P.L.I.N.T - Pablo Lapidusas International Trio (EPK)

Apoios Bobina Studio

Facebook Música e Músicos
Canal Youtube - Música e Músicos